Alimentos e combustíveis vão puxar IPC-S de março


O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) deve acelerar em março ante fevereiro, segundo o coordenador do índice no Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), Paulo Picchetti. Segundo o economista, os mesmos itens que provocaram o avanço de 0,29% para 0,35% entre a terceira quadrissemana e a última leitura de fevereiro devem levar o indicador para 0,45% no fim de março. Em janeiro, o índice foi de 0,57%.

O principal condutor da aceleração no fim de fevereiro foi o grupo hortaliças e legumes, que subiu de 0,93% para 5,93% da terceira para quarta quadrissemana do mês, contribuindo com 0,06 ponto percentual no índice. Alimentação, por sua vez, passou de 0,71% para 0,94%.

Dentro de hortaliças e legumes, o economista cita o comportamento de tomate (de -21,02% para -10,60%) e batata inglesa (de 19,67% para 27,96%). Na ponta (pesquisas mais recentes), os itens já indicam alta de 16% e de cerca de 30%, respectivamente.

Há, ainda, o comportamento de feijão, que encarece devido à quebra de safra. O feijão carioca passou de alta de 31,54% para 37,86% e mantém aumento similar na ponta, de 38%.

 



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire