Dólar cai com apuração de ganhos, após subir com cautela no exterior e Previdência


O dólar está volátil entre margens estreitas nos primeiros negócios desta quinta-feira (7). A moeda iniciou a sessão com viés de alta, acompanhando o índice DXY do dólar (+0,03% às 9h10) no exterior em meio à espera de notícias sobre as negociações comerciais entre Estados Unidos e China. Passou a cair com realização de lucros após ter acumulado ganho frente a moeda brasileira (real) de 2,16% em março e 3,12% nos últimos 30 dias.

Às 9h40min desta quinta-feira, o dólar à vista recuava 0,29%, a R$ 3,8219. O dólar futuro para abril caía 0,51% neste mesmo horário, a R$ 3,8270.

No exterior, o euro se enfraquece ante o dólar após a expansão de 1,1% do PIB da zona do euro no 4º trimestre, número abaixo do esperado por analistas (+1,2%). Há expectativas pelo anúncio da decisão de juros do BCE e a entrevista coletiva do presidente da instituição, Mario Draghi.

Além disso, a manutenção do dólar acima dos R$ 3,80 frente o real embute um sentimento de desconfiança do investidor em relação ao andamento da reforma da Previdência no Brasil. A falta de empenho do presidente Jair Bolsonaro em defender o projeto da equipe econômica no Twitter chama atenção. No total, de 515 mensagens enviadas por ele na rede social, apenas cinco tratam da reforma previdenciária. O número é inferior, inclusive, aos tuítes de piadas (8), de críticas à imprensa (31) e de reações às críticas (30).

É evidente também a desarticulação política do governo no Congresso, inclusive dentro do partido de Bolsonaro. O deputado Felipe Francischini (PSL-PR), indicado por seu partido para comandar a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), disse que se esta comissão não for instalada na próxima semana, a reforma previdenciária não deverá ser votada neste primeiro semestre na Casa.

Após ter tocado em uma máxima em R$ 3,8424 (+0,20%), houve ofertas de investidores e alguns exportadores, que levaram a cotação para baixo. Na mínima, mais cedo, o dólar caiu aos R$ 3,8189 (-0,41%). Na quarta-feira, 6, a máxima intraday foi de R$ 3,8455.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire