Pesquisa mostra as marcas preferidas e mais lembradas dos gaúchos


As marcas preferidas e mais lembradas dos gaúchos foram conhecidas na manhã desta terça-feira (12) no Teatro do Sesi, na sede da Federação das Indústrias do Estado (Fiergs), em Porto Alegre. Na categoria geral da Grande Marca Gaúcha do Ano, 11 foram listadas entre as preferidas e as mais lembradas da pesquisa Marcas de Quem Decide, sob responsabilidade do Jornal do Comércio e Qualidata, e que chega a 21ª edição.

No rol mais badalado, estão Banrisul, Companhia Zaffari, Fruki, Gerdau, Grupo RBS, Lojas Renner, Marcopolo, Randon, Santa Clara, Sicredi e Tramontina. Os dados foram revelados no evento com as marcas líderes da pesquisa. O listão esboça a diversidade da economia gaúcha, com operações que vão setor pesado da metalurgia, transportes, à moda, setor financeiro, alimentos e comunicações. 

A Tramontina desponta como a preferida, com 23,6% das citações dos pesquisados. Já a Gerdau é a mais lembrada, com 21,8% das opiniões. A siderúrgica está na segunda posição das preferidas, com 13,2% dos votos, e a marca de panelas com sede em Carlos Barbosa ficou em segundo lugar, com 20,7%, das mais lembradas, indicando uma troca de posições. As escolhas refletem respostas às perguntas sobre a marca mais lembrada e a preferida. São 72 categorias no Marcas e mais três gerais.

Além da grande marca, as operações são avaliadas na dimensão de Marca Ambiental e Marca Inovadora. A Tramontina é a mais lembrada e preferida como inovadora. A indústria CMPC com sede em Guaíba, lidera tanto em mais lembrada como na preferência como referência ambiental.      

O evento, destaca a direção do JC, abre o calendário de eventos corporativos do ano no Rio Grande do Sul. Os organizadores reforçaram as razões que fazem o Marcas de Quem Decide ter as duas distinções – as mais lembradas e as preferidas. 

« A marca não é só um logotipo de um produto ou serviço, mas um conjunto de valores e atributos tangíveis e intangíveis que eles carregam. Mostra que a lembrança e a preferência, diferenciais deste estudo, claramente são fatores que impactam as decisões de consumo das pessoas, portanto fundamentais para o desenvolvimento estratégico das marcas », argumenta o diretor de Operações do Jornal do Comércio, Giovanni Tumelero, que também valorizou a dedicação de quem dia a dia dirige os negócios.

« A construção de uma marca é uma obra empresarial, que leva tempo, e precisa ser feita com disciplina e profissionalismo », reforçou Tumelero. “O que é ser marca forte? É quando ela deixa de ser propriedade da empresa, do gestor, para ser a de seus consumidores, do público”, traduz Paulo de Vicenzi, diretor da Qualidata.

A consideração de Vicenzi traduz a intenção de mapear a preferência, que nem sempre pode ser a da lembrança. Para o diretor da Qualidata, a escolha reflete o resultado da experiência do usuário, tema que cada vez está mais no visor das empresas que querem se manter no mercado. 

No evento, representantes das empresas e também de cidades, como Gramado, que lidera como preferida como destino de turismo, subiram ao palco para receber seus diplomas. A pesquisa tem sobe e desce de marcas, esta é uma das curiosidades a cada edição. Este ano também houve acréscimos de segmentos, indicando a atenção com novas opções e hábitos de consumo.

Nesta onda, entraram os aplicativos de transporte. A marca Uber ficou na primeira posição na estreia da categoria, com 77,3% como a mais lembrada e 67,8% da preferência. A segunda colocada foi a 99, com 5,7% como mais lembrada e 9,25 como preferida, e depois vem o Cabify. Outro estreante é a categoria de banco digital, e a grife Nubank liderou nas duas avaliações – com 12,9% como mais lembrado e 13,5% na preferência.

Os resultados completos, com todos gráficos e percentuais por categoria, serão publicados em um caderno especial em 29 de março. O conteúdo se transforma em um arquivo de dados para uso dos segmentos, principalmente pela história e consolidação da pesquisa. « Para o Qualidata e JC, a informação tem valor, mas a que vale é a confiável », arrematou Vicenzi.

Confira os nomes listados nas categorias gerais:

Grande Marca Gaúcha do Ano 

Mais lembradas:

  • 1ª Gerdau (21,8%)
  • 2ª Tramontina (20,7%)
  • 3ª Fruki (5,7%)
  • 4ª Grupo RBS (4%)
  • 5ª Banrisul (3,4%)
  • 6ª Lojas Renner (3,2%)
  • 7ª Cia Zaffari (2,9%)  
  • 8ª Randon (2,9%)
  • 9ª Santa Clara (2,3%)
  • 10ª Marcopolo (1,7%)

Preferidas:

  • 1ª Tramontina (23,6%)
  • 2ª Gerdau (13,2%)
  • 3ª Fruki (6,9%)
  • 4ª Cia Zaffari (4,6%)
  • 5ª Randon (4%)
  • 6ª Grupo RBS (2,9%)
  • 7ª Marcopolo (2,6%)
  • 8ª Banrisul (2,3%)
  • 9ª Sicredi (2,3%)
  • 10ª Lojas Renner (1,7%)

Marca Gaúcha Ambiental

Mais lembradas:

  • 1ª CMPC (6,6%)
  • 2ª Braskem (4%)
  • 3ª Gerdau (2,3%)
  • 4ª Tramontina (2%)
  • 5ª Randon (1,7%)

Preferidas:

  • 1ª CMPC (7,8%)
  • 2ª Braskem (4%)
  • 3ª Randon (2,3%)
  • 4ª Fruki (2%)
  • 5ª Gerdau (1,7%)

Marca Gaúcha Inovadora

Mais lembradas:

  • 1ª Tramontina (6,9%)
  • 2ª Marcopolo (4%)
  • 3ª Grupo RBS (3,7%)
  • 4ª Randon (3,4%)
  • 5ª Gerdau (3,2%)

Preferida:

  • 1ª Tramontina (7,5%)
  • 2ª Randon (5,2%)
  • 3ª Marcopolo (4%)
  • 4ª Cia Zaffari (2,6%)
  • 5ª Pucrs (2,3%)
Fonte: Jornal do Comércio e Qualidata

> Leia mais



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire