Dólar perde força com temores sobre desaceleração global da economia


O dólar se enfraqueceu nesta segunda-feira (25), à medida que o euro ampliou seus ganhos após a divulgação da inesperada alta do índice Ifo de sentimento das empresas da Alemanha. Embora o pânico registrado entre os investidores na sexta-feira, quando a curva de juros da T-bill de três meses e da T-note de dez anos se inverteu pela primeira vez desde 2007, tenha sido deixado de lado, o temor em relação à desaceleração da economia global permanece.

Nesse cenário, o índice DXY, que mede a moeda americana contra uma cesta de outras seis divisas fortes, fechou em queda de 0,09%, para 96,566 pontos. Próximo do horário de fechamento das bolsas em Nova Iorque, o euro subia para US$ 1,1313, enquanto o ambiente de menor busca por segurança favoreceu levemente o dólar em relação ao iene, com a divisa dos Estados Unidos cotada a 109,99 ienes no fim da tarde.

O euro ampliou ganhos após a divulgação do índice Ifo de sentimento das empresas da Alemanha, no início da manhã, que teve alta inesperada em março, ao passar de 98,7 pontos em fevereiro para 99,6 pontos, enquanto analistas esperavam queda do indicador para 98,3.

Sobre a questão dos juros nos EUA s e a mais recente decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), analistas do Citi acreditam que o fim do ciclo de aperto monetário nos EUA deva gerar fraqueza no dólar, como ocorreu nesta segunda. « Enquanto o dólar foi bem apoiado pelas tensões comerciais em 2018, não vemos essa performance se repetindo em 2019. O Fed mais dovish e uma desaceleração do crescimento econômico nos EUA apontam para um dólar mais fraco este ano », escreveram os economistas em relatório.

No Reino Unido, as incertezas em torno do processo de saída do país da União Europeia – o Brexit – pressionaram a libra esterlina. A primeira-ministra, Thereza May, em pronunciamento ao Parlamento britânico na manhã desta segunda, afirmou que ainda não há maioria entre os parlamentares para aprovar o acordo negociado entre o Poder Executivo e a UE em uma terceira votação, ampliando o clima de indefinições. No fim da tarde, a libra caía para US$ 1,3194.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire