Dólar cai com tensão EUA-UE e projeções do FMI; libra recua de olho em Brexit


O dólar mostrou fraqueza nesta terça-feira (9), ante outras moedas fortes, como o iene, embora sem muito impulso, em meio a tensões comerciais entre Estados Unidos e União Europeia e depois de projeções atualizadas do Fundo Monetário Internacional (FMI), que prevê crescimento menor no mundo neste ano. A libra, por sua vez, recuou com investidores atentos aos desdobramentos da negociação da saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit.

No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar caía a 111,13 ienes, o euro avançava a US$ 1,1266, praticamente estável, e a libra tinha queda a US$ 1,3055.

O iene foi apoiado pela busca por segurança entre alguns investidores, diante de projeção de crescimento menor no mundo pelo FMI. Além disso, os EUA ameaçaram na noite de segunda-feira impor tarifa de US$ 11 bilhões sobre produtos da União Europeia por causa de subsídios europeus à Airbus, em um caso que ainda aguarda pronunciamento final da Organização Mundial de Comércio (OMC). Em meio às notícias, o dólar recuou levemente ante outras moedas fortes.

Analistas apontam que há expectativa no mercado de câmbio por discursos do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) mais tarde, inclusive do vice-presidente da instituição, Richard Clarida, às 19h45 (de Brasília). De qualquer modo, o BC deve manter a paciência, à espera de novos indicadores para decidir o rumo futuro da política monetária. Ainda nesta quarta-feira, a inflação ao consumidor americano também pode influenciar o rumo da divisa do país.

A libra, por sua vez, esteve pressionada em meio à movimentação da premiê britânica, Theresa May, que se reuniu com os líderes de Alemanha e França, em busca de mais prazo para a saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit. Nesta quarta-feira, haverá uma reunião do bloco para discutir o tema.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire