Endividamento e inadimplência das famílias gaúchas sobem em março


O endividamento dos gaúchos subiu na passagem de fevereiro para março, atingindo a marca de 65,2%, ante os 63,9% do mês anterior. O percentual, no entanto, está abaixo dos 68,2% apurados em março do ano passado. Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), divulgada nesta quinta-feira (11) pela Fecomércio-RS, e mostram ainda que o percentual de famílias com dívidas em atraso foi de 16,5%, também com alta sobre fevereiro (15,7%) e redução ante 2018 (41,0%).

Segundo a pesquisa, o tempo de comprometimento com dívidas das famílias, na média de 12 meses, teve leve queda, fechando em 5,5 meses. O cartão de crédito segue sendo a principal causa do endividamento (83,9%), seguido de carnês (19,6%), crédito pessoal (10,1%) e financiamento de carro (9,7%).

Em nota, o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, avaliou que os gaúchos « estão mantendo um endividamento controlado », o que permite crescimento de consumo. Já a redução dos indicadores de inadimplência frente ao ano passado mostram que o consumidor está mais cauteloso. 



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire