Baixo consumo interno amplia estoques nas indústrias gaúchas


Nesta quarta-feira (24) a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) apresentou um balanço da produção do setor industrial e criação de vagas no Rio Grande do Sul. O aumento da produção local gerou uma alta indesejada nos estoques das empresas no mês de março.

O indicador de produção resultou em 52,2 pontos neste período, em comparação com os 53 pontos com o mês de fevereiro. “O empresário continua agindo com cautela, mesmo assim, a perspectiva de investimentos para os próximos meses permanece”, diz o presidente da Fiergs, Gilberto Petry.

Assim como a produção, o indicador de emprego também registrou queda. O resultado foi de 50,7 pontos, contra 51,8 de fevereiro. O nível de ocupação do setor sofreu com os efeitos do feriado. A utilização da capacidade instalada (UCI), em março, permaneceu nos mesmos 69% de fevereiro, mas abaixo dos 71,3% que a indústria gaúcha opera, em média, no terceiro mês do ano.

Segundo os industriais consultados pela entidade, os dois principais problemas durante o primeiro trimestre de 2019 foram a elevada carga tributária e a pouca demanda interna. A demanda externa também foi considerada insuficiente por parte dos consultados.

A sondagem ainda mostra que os empresários continuam com expectativa de expansão no mês de abril e com intenção de investimento nos próximos seis meses.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire