Bolsas da Europa fecham sem direção única com dados, balanços e menor liquidez


As bolsas da Europa fecharam sem direção única nesta terça-feira, 30, influenciadas por indicadores econômicos da região e pelo volume reduzido antes do feriado do Dia do Trabalho, que manterá todos os mercados, exceto Londres, fechados para negócios na quarta-feira. O índice pan-europeu Stoxx-600 registrou leve alta de 0,01%, a 391,35 pontos.

Na bolsa de Londres, o FTSE 100 fechou em queda de 0,30%, a 7.418,22 pontos; o DAX, de Frankfurt, subiu 0,13%, a 12.344,08 pontos; o CAC 40, de Paris, avançou 0,10%, a 5.586,41 pontos; em Madri, o Ibex 35 subiu 0,56%, a 9.570,60 pontos; o FTSE MIB, de Milão, avançou 0,43%, a 21.881,33 pontos; e o PSI 20, de Lisboa, recuou 0,05%, a 5.390,56 pontos.

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 0,4% na comparação trimestral e 1,2% na anual, acima das expectativas de analistas, ao passo que a taxa de desemprego no país caiu à mínima desde 2008, dados que se mostraram « encorajadores » em relação à atividade regional, na avaliação do economista sênior para Europa da Capital Economics, Jack Allen. Isso também significa que a economia cresceu um pouco acima do potencial, após dois trimestres consecutivos de avanço abaixo da tendência, destaca.

Os resultados trouxeram novidades de tom positivo após a decepção com o índice de gerentes de compras (PMI) do setor industrial da China, que caiu a 50,1 em abril, e limitou os ganhos entre as praças europeias.

Além disso, investidores acompanharam resultados corporativos. A francesa Airbus (-0,81%) registrou queda de 86% no lucro líquido do primeiro trimestre, enquanto o espanhol Santander (-0,18%) apresentou o resultado um pouco acima das expectativas. A Deutsche Lufthansa (-3,11%), por sua vez, aumentou o prejuízo líquido nos primeiros três meses de 2019, decepcionando as projeções de analistas.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire