Comandante do Exército visita obras de duplicação da BR-116


A tão esperada duplicação da BR-116, obra aguardada há anos pelos gaúchos, enfim começa a tomar forma. Metade do efetivo previsto para a realização dos trabalhos já está atuando no local, que tem movimentação intensa de homens e de máquinas na pista. Nesta sexta-feira (3), o canteiro de obras recebeu a visita do Comandante do Exército Brasileiro, o general Edson Leal Pujol, que destacou a importância da empreitada para o Rio Grande do Sul e também para a própria engenharia do Exército.

« É uma obra de extrema importância, em virtude de que vamos dar uma capacidade maior de transporte, não só de cargas, que vão ao Porto, como também ao turismo e ao transporte particular de pessoas », disse Pujol.

 General Edson Leal Pujol destacou a importância da empreitada para o Rio Grande do Sul. Foto Marcelo G. Ribeiro/JC

São 124 militares trabalhando no trecho de 50,8 quilômetros entre os municípios de Guaíba e Tapes. Ao todo, cerca de 250 homens devem trabalhar na obra, que tem conclusão prevista para 2021.

Antes da entrega final, os trechos que estiverem em condições de tráfego serão liberados gradativamente. O trabalho prevê serviços de terraplanagem, pavimentação asfáltica, construção de viadutos e pontes, drenagem e sinalização. O primeiro viaduto, localizado no acesso a Barra do Ribeiro, deve ser liberado ainda em 2019.

A duplicação está sendo executada pelo 1° Batalhão Ferroviário de Lages. O efetivo catarinense é conhecido pela expertise na execução de obras. Em todo o Brasil, o Exército possui 11 batalhões especializados em engenharia de construção. O de Lages é o único localizado na Região Sul, e a duplicação da BR-116 é a maior obra do Sistema de Engenharia do Exército atualmente. 

Os militares concluirão os lotes 1 e 2 da duplicação da rodovia. Os trechos estavam sob responsabilidade do consórcio Constran S/A, do grupo UTC, que deixou a obra após entrar em recuperação judicial e não apresentar as garantias necessárias para a continuidade.

Quando o exército retomou a obra, em março deste ano, o primeiro trecho (entre Guaíba e Barra do Ribeiro) tinha 62,2% dos serviços executados. Já no segundo (de Barra do Ribeiro a Tapes), 70,5% estavam prontos. A duplicação do trecho Sul da BR-116 tem papel fundamental no escoamento da produção gaúcha, sendo um dos braços principais de ligação entre o Estado e o Porto de Rio Grande.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire