Bndes amadurece estratégia de apoio a gás e biocombustíveis, diz Levy


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) vai ter um posicionamento estratégico para apoiar tecnologias, produção e consumo de gás natural e biocombustíveis, afirmou nesta segunda-feira (6), o presidente do banco, Joaquim Levy, em vídeo apresentado à plateia do evento ‘Futuro da Mobilidade – mais eficiência energética e menos impacto ambiental’, que acontece na sede do banco, no centro do Rio de Janeiro.

Segundo Levy, a realização do evento tem o objetivo de « amadurecer formas de o Bndes apoiar iniciativas e políticas que criem conhecimento, emprego e renda, além de proteger o meio ambiente e reduzir as mudanças climáticas ». Em seu discurso, o presidente do banco sinalizou a prioridade que será dada ao segmento de energia para transportes.

« A matriz elétrica majoritariamente limpa implica que o setor de transporte responda pela maior parte das emissões de gases de efeito estufa relacionados ao setor de energia. Ainda há espaço para aumentar a eficiência energética e reduzir as emissões de carbono da frota brasileira de veículos », disse Levy.

Ele destacou que há uma grande oportunidade com o uso do gás natural veicular, por conta do « potencial do pré-sal e das possibilidades abertas de crescer o acesso aos gasodutos ». Além disso, o Bndes está atento a tecnologias de geração de energia a partir de células de etanol.

Levy ainda ressaltou que a combinação de motores flex e elétricos gera uma grande redução de emissões. E destacou a intenção do banco de apoiar a adoção de frotas municipais de ônibus com motores elétricos. « O Bndes olha como pode ajudar várias cidades a implementar essa opção (frota de ônibus elétrico) », disse Levy, que destacou também o apoio dado há anos pelo banco ao setor de cana de açúcar.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire