Dólar se fortalece ante emergentes com busca por maior segurança


O dólar se fortaleceu ante as moedas emergentes e perdeu força ante divisas principais nesta quinta-feira, 9, em meio ao imbróglio comercial entre os Estados Unidos e a China, que se agravou após declarações de autoridades chinesas e americanas.

No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar caía para 109,73 ienes, enquanto o euro avançava para US$ 1,1224. Em relação às moedas de países emergentes, o dólar subia para 65,308 rublos e para 45,2370 pesos argentinos. No mesmo horário, a moeda americana avançava para 6,8371 yuans no mercado em Hong Kong (offshore). O índice DXY, que mede a força do dólar ante seis moedas fortes, fechou em queda de 0,26%, em 97,373 pontos.

Os temores em relação às negociações comerciais entre os EUA e a China se agravaram após o presidente americano, Donald Trump, afirmar, na noite de quarta-feira, que decidiu aumentar as tarifas sobre produtos chineses porque o país asiático teria « quebrado o acordo » que estava sendo elaborado por ambos os países. Nesse contexto, o dólar se valorizou ante moedas emergentes por ser considerado um investimento mais seguro.

O euro, por sua vez, vem se fortalecendo ante o dólar na esteira de recentes indicadores econômicos que sinalizam que a economia do bloco está se recuperando, após temores de forte desaceleração. Na maior economia do continente, a Alemanha, a produção industrial apresentou alta inesperada de 0,5% em março ante fevereiro, contrariando a projeção de queda de 0,5%.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire