Preço da gasolina ficou 3,4% mais caro na Região Sul


Pelo segundo mês consecutivo, o preço dos combustíveis ficou mais caro nos postos da Região Sul, revela o levantamento de abril do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). A gasolina apresentou alta de 3,4%, no comparativo com o mês anterior, e foi comercializada a R$ 4,559. Já o etanol, mesmo com reajuste abaixo de 1%, é destaque pela alta variação entre os estados e chega a registrar diferença de 36% nas bombas.

« Ao analisar os dados de abril, identificamos que os motoristas da Região Sul já não pagam pelos combustíveis mais baratos do País, com exceção do diesel, como acontecia nos meses anteriores. O período foi de alta, e a variação de preços entre os estados chama atenção, como é o caso do etanol, que chega a 36%, quando comparamos à média do litro vendido no Paraná, de R$ 3,092, aos R$ 4,20 do Rio Grande do Sul », comenta o diretor-geral de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, Jean-Urbain Hubau (Jurb).

No recorte regional, Santa Catarina lidera o ranking da gasolina mais barata, com o litro vendido a R$ 4,279. A variação para o combustível chega a 10%, quando o litro é comparado ao preço médio mais caro encontrado nos postos do Rio Grande do Sul, que foi de R$ 4,70.

Os motoristas gaúchos ainda pagaram os maiores preços do etanol (R$ 4,20), alta de 2%, GNV (R$ 3,449), diesel comum (R$ 3,462) e S-10 (R$ 3,554). No Paraná, foi registrado o menor valor para o etanol, comercializado a R$ 3,09.

No contexto nacional, abril foi mais um período de aumento nos preços dos combustíveis, com exceção do gás veicular natural (GNV). A gasolina, com o litro vendido em média a R$ 4,587, e o etanol, a R$ 3,633, apresentaram alta de 3,2% e 2%, respectivamente. Com o diesel e o diesel S-10, não foi diferente: aumento médio de 1%, nos postos de todo o País. Na contramão do reajuste, o GNV recuou 0,36%, comercializado a R$ 3,295.

Na capital gaúcha, a Zona Norte continua a apresentar os menores preços para a gasolina. A diferença chega a 0,6%, com o litro vendido a R$ 4,762, ante os R$ 4,793 dos postos da Zona Leste. Por lá, o etanol foi mais vantajoso, com a média de R$ 4,202, ante os R$ 4,305 do Centro.

As análises das principais regiões da cidade mostram que, pelas médias contabilizadas, a gasolina manteve a margem de vantagem acima dos 70% do preço médio do etanol, uma opção mais econômica para os motoristas.

O IPTL é um índice mensal de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que traz grande índice de confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire