Bolsas de Nova Iorque caem com tensão EUA-China e curva de juros invertida dos Treasuries


As bolsas de Nova Iorque fecharam em baixa nesta quarta-feira, 29, com a continuidade dos temores de que a curva de juros invertida dos Treasuries possa prenunciar uma recessão da economia americana, em uma influência de cunho técnico que se manifesta frente ao pano de fundo de uma guerra comercial entre os Estados Unidos e a China cada vez mais acentuada.

O Dow Jones caiu 0,87%, aos 25.126,41 pontos, o S&P 500 recuou 0,69%, aos 2.783,02 pontos, e o Nasdaq perdeu 0,79%, aos 7 547,31 pontos.

O declínio dos rendimentos dos Treasuries, que ajudou a expandir a inversão da curva de juros entre a T-bill de 3 meses e a T-note de 10 anos, voltou a transbordar para o mercado de ações, uma vez que há o temor de que esse desenho prenuncie recessões.

O resultado foi que, ao longo do intraday, o S&P 500 e o Nasdaq furaram em baixa suas médias móveis de 200 dias, e os três índices chegaram a registrar quedas de mais de 1%. Na última hora de pregão, contudo, houve um movimento de relativa desaceleração das perdas.

Também exerce influência para o sentimento negativo, é claro, o agravamento constante das tensões comerciais sino-americanas, dessa vez com a ameaça da China de usar suas exportações de terras-raras como uma ferramenta no conflito.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire