Comitiva gaúcha começa encontros para ampliar negócios com o Chile


A missão gaúcha ao Chile que reúne industriais e governo estadual ao Chile começou nesta terça-feira (4) os primeiros encontros em busca de maior relação comercial com o país. A primeira agenda é um seminário sobre oportunidades de negócios, que ocorre na Sociedade de Fomento Fabril do Chile (Sofofa). 

O governador Eduardo Leite, que participa da primeira parte da missão, ao lado da Federação das Indústrias do Estado (Fiergs), até esta quarta-feira (5), comentou que a integração entre empresários gaúchos e chilenos é muito importante, ressaltando a liderança da Fiergs.

Leite e sua equipe, entre secretários e setores envolvidos com atração de aportes, vão apresentar as iniciativas previstas para os próximos anos para « deixar o Estado mais competitivo, com redução de custos logísticos e burocracia », adiantou o chefe do governo gaúcho. « Tudo para que o Rio Grande do Sul seja mais atraente para o investimento privado. Viemos aqui deixar claro que estamos de portas abertas », reforçou, lembrando do impacto para a área social, empregos e renda.  

Também na missão, a secretária extraordinária de Relações Federativas e Internacionais, Ana Amélia Lemos, ressaltou que a movimentação do governo e empresários serve para « gerar mais empregos, devido aos elevados índices de desemprego ». 

O superintendente do Porto do Rio Grande, Fernando Estima, citou que a missão foca a inserção da logística gaúcha no corredor bioceânico que está sendo implantado e liga os oceanos Atlântico e Pacífico. Estima diz que é preciso aumentar o volume de cargas transportadas usando o ingresso ou saída por Rio Grande. « Nossa meta é colocar a estrutura portuária para atrair noivos investidores », destacou o superintendente, indicando que é uma medida necessária diante das dificuldades das finanças públicas.   



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire