Bolsas da Europa fecham em alta, com fala de Powell e China mais aberta a diálogo


As bolsas europeias fecharam em alta nesta terça-feira (4), acompanhando os mercados acionários em Nova York, que aceleraram após o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, no final da manhã. A disposição de China e EUA em dar prosseguimento às negociações comerciais, apesar das evidentes « diferenças e fricções » entre as partes, como apontou o Ministério do Comércio da China (MofCom, na sigla em inglês) nesta terça, também contribuiu para o apetite dos investidores por ações. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou o pregão em alta de 0,74%, aos 372,92 pontos.

« Os comentários dovish de Powell de mais cedo abrem a porta para corte de juros se necessário, mas não sinalizam uma redução iminente », observou a analista Kathy Bostjancic, da Oxford Economics em relatório enviado a clientes.

A indicação do presidente do Fed deu impulso às bolsas de Nova York e levaram as praças europeias a acompanhar o movimento nos minutos finais de pregão. O clima já era positivo nos mercados europeus, que abriram em alta diante da perspectiva de diálogo comercial entre EUA e China.

Na bolsa de Paris, o índice CAC 40 avançou 0,51%, a 5268,26 pontos. As negociações de fusão entre a Renault e a Fiat Chrysler estão no radar dos mercados da França e Itália, com interesse da montadora francesa pela proposta da italiana. Na bolsa francesa, as ações da Renault subiram 4,28%. Já na bolsa de Milão, a Fiat cresceu 3,87% e o índice FTSE MIB fechou em alta de 1,79%, a 20229,42 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI 20 registrou alta de 1,75%, a 5072,78 pontos. A proposta da estatal chinesa Three Gorges de comprar os ativos brasileiros da EDP-Energias de Portugal deu impulso à bolsa portuguesa. As ações da EDP subiram 1,56% em Lisboa.

O índice FTSE 100, da bolsa de Londres, fechou o pregão com avanço de 0,41%, a 7214,29 pontos. Destaque para o setor bancário: as ações do Lloyds Banking Group subiram 1,47%; do Royal Bank of Scotland Group avançaram 2,92%; e do Barclays tiveram elevação de 3,09%.

Em Madri, onde o índice Ibex 35 avançou 1,05%, a 9117,60 pontos, o fechamento também foi positivo para os bancos, com valorização de 2,58% do Santander, alta de 3,04% do BBVA e avanço de 3,80% do CaixaBank.

Na bolsa de Frankfurt, também houve movimento de alta do setor financeiro. O índice DAX avançou 1,51%, a 11971,17 pontos, com alta de 4,45% nos papéis do Deutsche Bank, e de 4,84% nos do Commerzbank.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire