App POA na Rua tem mais de 15 mil usuários


Feiras, bares, museus, exposições, peças de teatro, shows e workshops são algumas das experiências que acontecem nos quatro cantos de Porto Alegre e que estão mapeadas no POA na Rua, o aplicativo que já é uma espécie de guia de eventos, cultura e diversão da capital gaúcha.

Lançado em março do ano passado, contabiliza 15 mil downloads e em torno de 300 eventos cadastrados por semana – destes, mais de 50 acontecem nos fins de semana. A ideia é informar as pessoas, especialmente, sobre as atividades gratuitas para que elas possam aproveitar a cidade. « Queremos que os nossos usuários saiam de casa e descubram Porto Alegre », afirma o CEO e cofundador do POA na Rua, Guilherme Fraga, que tem como parceira desta iniciativa Thiana Pinto.

Essa é a história de um negócio que começou de uma forma bem despretensiosa. Os dois moraram por um ano e meio em Barcelona, na Espanha, e lá se acostumaram a aproveitar muitos programas ao ar livre. Quando retornaram para Porto Alegre, queriam continuar fazendo o mesmo. Mas encontrar as atividades por aqui não foi algo tão fácil como imaginavam. « Saíamos de carro procurando pela rua por programas legais, começamos a nos aproximar das pessoas e tentar entender como eles organizavam essas atividades », relembra Thiana, cofundadora do POA na Rua.

O passo seguinte foi quando Fraga resolveu criar uma lista on-line com os eventos, o que logo evoluiu para um aplicativo. A ideia era que eles pudessem usar para organizar com as suas próprias programações e também dividir com alguns amigos. Colocaram no ar e, em um mês, já tinha mil downloads. « Ali, vimos que essa necessidade de localizar eventos que aconteciam na rua não era algo só nosso, e decidimos levar a sério », conta o gestor.

No aplicativo é possível encontrar a programação completa do que acontece em Porto Alegre. Os usuários podem encontrar os eventos por categorias, datas e distância, e têm, ainda, a opção de favoritar e compartilhar com os amigos. Todos os eventos passam por uma curadoria dos fundadores antes de serem cadastrados na plataforma, e a programação é atualizada em tempo real. O download é gratuito e está disponível para download nas versões para Android e iOS.

As pessoas podem cadastrar os seus eventos no app sem custo. Mas, para se monetizar, a empresa está analisando algumas alternativas, como publicidade, venda de produtos com a criação de uma espécie de marketplace e produção de conteúdo. « Estamos validando essas ideias », comenta Fraga.



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire