Bolsas da Europa sobem após acordo entre EUA e México, com China no radar


As bolsas da Europa fecharam em alta nesta segunda-feira (10). O mercado ainda operou na esteira do acordo comercial entre Estados Unidos e México, anunciado na última sexta-feira, para suspender as tarifas americanas sobre importações mexicanas. O consenso entre os países sinalizou aos investidores a possibilidade de redução das tensões globais no curto prazo e impulsionou os pregões dos dois lados do Atlântico.

Contudo, o conflito comercial entre EUA e China ainda mantém investidores em alerta. O presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta segunda que pode aplicar tarifas adicionais sobre produtos chineses « de imediato », caso o presidente chinês, Xi Jinping, não compareça à reunião do G-20 no final deste mês. Em meio ao clima de otimismo cauteloso, o índice pan-europeu Stoxx 600 avançou 0,20%, a 378,24 pontos.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,59%, a 7.375,54 pontos. O recuo da libra ante o dólar, após dados sobre o crescimento econômico do Reino Unido abaixo do esperado, ajudou papéis de exportadoras britânicas. A chilena Antofagasta, uma das maiores produtoras mundiais de cobre, liderou as altas em Londres, com ganho de 3,65%.

Em Paris, o índice CAC 40 cresceu 0,34%, a 5.382,50 pontos. A possibilidade de fusão entre a montadora francesa Renault e a ítalo-americana Fiat Chrysler permanece, com esforços do governo da França para estabilizar as tensões entre a Renault e a japonesa Nissan que levaram ao fracasso das primeiras negociações. No pregão francês, as ações da Renault avançaram 2,59%. Já na bolsa de Milão, os papéis da Fiat Chrysler tiveram valorização de 1,73% e o índice italiano FTSE MIB avançou 0,61%, a 20.484,99 pontos.

Na Espanha, o índice Ibex 35 da bolsa de Madri teve alta de 0,63%, a 9.294,10 pontos. Já em Lisboa, o índice português PSI 20 fechou com avanço de 0,60%, a 5.173,37 pontos.

A bolsa de Frankfurt não operou, em razão do feriado de Pentecostes na Alemanha.

(Com informações da Dow Jones Newswires)



Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire