Com floração tardia e menor produção, preços do azeite devem ter alta no RS em 2020


O município de Caçapava do Sul, integrante da Rota das Oliveiras, vai sediar a Abertura Oficial da Colheita da Oliva no Rio Grande do Sul no dia 6 de março. A expectativa para a safra de azeitonas no Rio Grande do Sul é mais baixa para 2020, o que deve aumentar os preços dos azeites nacionais. 

Após a produção-recorde de 1,4 milhão de quilos de azeitona em 2019, a colheita deste ano deve vir bem abaixo do esperado. A estimativa, segundo nota do Instituto Brasileiro a Olivicultura (Ibraoliva), é de que as condições climáticas do Estado registradas durante o inverno, com pouco frio alternado com semanas de temperaturas elevadas, tenham proporcionado uma floração desuniforme.

A floração ocorreu tardiamente, durante o mês de outubro. O maior volume de chuvas impactou negativamente o processo de polinização, principalmente na Arbequina, uma das variedades da oliveira mais cultivadas no Rio Grande do Sul.

O Ibraoliva afirma que o volume da safra não interfere na qualidade dos azeites produzidos em solo gaúcho, mas deve alterar o preço. A menor produção tende a elevar o valor dos produtos, o que deve ter impacto nacional, levando em consideração que o Estado é o maior produtos de azeitonas do Brasil.

O médico e produtor Jorge Abdala e a farmacêutica Rosane Abdala serão os anfitriões da 9ª edição da Abertura Oficial da Colheita das Azeitonas. O casal começou a investir em oliveiras em 2005 e atualmente é dono de um pomar de 20 hectares. Há seis anos lançou o rótulo do azeite Don José, primeira safra significativa da dupla.





Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire