Caçapava do Sul abre a colheita da oliva com previsão de safra menor


Os pomares do municpio de Caapava do Sul sero o palco para a Abertura Oficial da Colheita da Oliva no Rio Grande do Sul, marcada, neste ano, para o dia 6 de maro. Situada na regio da Campanha do Rio Grande do Sul, a cidade um dos polos de produo da fruta, integrando a Rota das Oliveiras.

Aps a excelente produo em 2019, que resultou em um volume recorde de 1,4 milho de quilos de azeitona, a expectativa para a safra de azeitonas no Rio Grande do Sul em 2020 no a mesma. De acordo com estimativas do Instituto Brasileiro da Olivicultura (Ibraoliva), fatores climticos afetaram significativamente a produo de azeitonas em muitos pomares gachos.

« A expectativa para 2020 uma safra menor que a de 2019. Devemos colher bem abaixo do esperado. Essa quebra na produo se d em funo das condies climticas registradas principalmente no inverno, com pouco frio e ainda alternando com semanas de temperaturas elevadas, o que proporcionou uma florao desuniforme », explica o presidente do Ibraoliva, Paulo Marchioretto.

Alm disso, o presidente da entidade, que tambm produtor no municpio de Encruzilhada do Sul, lembra que a florao, principalmente da Arbequina (uma das variedades mais cultivadas no RS) ocorreu mais tarde, no ms de outubro, quando houve grande volume de chuvas, que interferiram negativamente na polinizao.

A 9 edio da Abertura ter como anfitries o mdico e produtor Jorge Abdala e sua esposa, a farmacutica Rosane Abdala, que comearam a investir em oliveiras em 2005 e contam com um pomar de 20 hectares. A primeira safra significativa veio h seis anos, quando lanaram o rtulo do azeite Don Jos.

« Entramos nessa atividade h algum tempo e, junto com outros produtores do municpio, estamos entre os pioneiros da olivicultura no Estado. No por acaso que Caapava do Sul foi o primeiro municpio a implantar a olivicultura no Rio Grande do Sul », destaca Rosane Abdala. A produtora de Caapava do Sul lembra que, apesar de ter tido seu pomar tambm afetado pelas intempries do clima, a qualidade do azeite gacho no deve ser afetada. « O volume da safra no interfere na qualidade dos azeites gachos, que se caracterizam pelo sabor intenso e picante devido colheita com azeitonas ainda verdes. Acima de tudo, o nosso azeite chega s mesas dos consumidores com o frescor do azeite jovem », ressalta.

No entanto, a relao de oferta e procura deve afetar os preos da iguaria gacha em 2020. Apesar do Estado ainda ser o maior produtor de azeitonas do Pas, a tendncia que os preos do azeite sofram alguma elevao devido ao menor volume que ser colhido da fruta. « Acreditamos que essas situaes no tragam consequncias sobre a qualidade dos azeites, mas tendem a elevar o valor dos azeites nacionais em funo do menor volume que ser produzido », finaliza o presidente do Ibraoliva.





Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire