Indústria gaúcha recua em dezembro e termina 2019 com taxas negativas


A indústria do Rio Grande do Sul fechou 2019 em queda. Pelo quinto mês consecutivo, a produção gaúcha caiu no confronto anual, encerrando dezembro com recuo de 0,6% ante o mesmo mês de 2018. Ante novembro de 2019, a perda foi mais intensa, de 1,2%. No acumulado de janeiro a dezembro, porém, o Estado fechou com saldo positivo de 2,6%.

O setor mostrou ritmo de queda também na indústria nacional, que apurou perdas de 1,2% em dezembro de 2019 ante 2018 e de 0,7% na passagem de novembro para dezembro. Além disso, 12 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE mostraram taxas negativas no último mês do ano ante novembro. Na comparação anual, a indústria recuou em sete dos 15 locais pesquisados.

Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional e foram divulgados nesta terça-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em São Paulo, maior parque industrial brasileiro, a redução foi de 0,9% em dezembro ante novembro. Também tiveram taxas negativas Mato Grosso (-4,7%), Rio de Janeiro (-4,3%), Minas Gerais (-4,1%), Bahia (-2,4%), Espírito Santo (-2,3%), Ceará (-1,7%), Pernambuco (-1,7%), Goiás (-1,5%), Amazonas (-1,0%) e Santa Catarina (-0,7%). Na direção oposta, houve avanços no Paraná (4,8%), Pará (2,9%) e Região Nordeste (0,3%).

Por segmento, a indústria gaúcha mostrou quedas expressivos na metalurgia (-43,5) e na fabricação de máquinas e equipamentos (-28,1%). Já o maior avanço ficou com a fabricação de móveis (13,0%), seguido pela fabricação de produtos do fumo (11,9%). A fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias, segmento de peso importante na economia do Estado, cresceu 2,5% em dezembro ante o mesmo mês do ano anterior. 





Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire