Bolsas asiáticas têm mais um dia de quedas, apesar de múltiplos estímulos


As bolsas asiáticas tiveram mais um pregão de quedas nesta quinta-feira (19), à medida que o impacto econômico do novo coronavírus continua pesando no sentimento dos investidores, apesar de múltiplos anúncios de estímulos por bancos centrais e governos.


O Nikkei caiu 1,04% em Tóquio, a 16.552,83 pontos, renovando mínima desde novembro de 2016. Apenas o SoftBank Group despencou 17%, em meio a preocupações sobre o valor de seus investimentos, respondendo por dois terços da baixa do índice japonês.

Mas foi o sul-coreano Kospi que liderou as perdas na Ásia, com um tombo de 8,39% em Seul, a 1.457,64 pontos, seu menor nível desde julho de 2009.

Na China continental, os mercados fecharam sem direção única, após uma sessão volátil. O Xangai Composto recuou 0,98%, a 2.702,13 pontos, seu menor patamar em 13 meses, mas o menos abrangente Shenzhen Composto subiu 0,28%, a 1.682,93 pontos.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng caiu 2,61%, a 21.709,13 pontos, tocando o menor nível em mais de três anos, e o Taiex apresentou queda ainda mais expressiva em Taiwan, de 5,83%, a 8.681,34 pontos.

O mau humor prevalece na Ásia, apesar de pacotes de estímulos e outras medidas anunciadas por governos e bancos centrais nos últimos dias, numa tentativa de mitigar os efeitos adversos da pandemia de coronavírus.

Nessa quarta-feira à noite, o BCE decidiu lançar um novo programa de compra de ativos, no valor de 750 de bilhões de euros, seguindo os passos do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), que no último domingo (15) não apenas prometeu comprar mais ativos, como também cortou sua principal taxa de juros em 1 ponto porcentual. Nesta semana, o governo americano também anunciou planos para estímulos fiscais da ordem de US$ 1 trilhão.

Nesta quinta, o BC australiano (RBA) reduziu seu juro básico em caráter emergencial, de 0,50% para 0,25%, e informou que vai iniciar um programa de compra de bônus a partir de amanhã. Principal índice acionário da Oceania, o australiano S&P/ASX 200 ignorou os esforços do RBA e caiu 3,44% em Sydney, fechando a 4.782,90 pontos.

Outros BCs asiáticos menores também cortaram juros. Nas Filipinas, o juro básico foi reduzido em 0,50 ponto porcentual, a 3,25%. Já na Indonésia, o ajuste para baixo foi mais modesto, de 0,25 ponto, a 4,50%.






Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire