Moscou diz estar preparada para relaxar medidas de restrição – Notícias





Com seus mais de 12 milhões de habitantes, capital da Rússia, Moscou, está pronta para avançar para a primeira fase da redução de medidas para conter a pandemia da covid-19. A informação é do Departamento de Proteção ao Consumidor de Moscou, e foi divulgada pela chefe, Elena Andreyeva, nesta quarta-feira (27)


« Vemos que todos os três critérios (de redução de escala) foram atendidos e estamos preparados para a primeira etapa e, em princípio, até a segunda », disse Andreyeva em uma videoconferência na Duma de Moscou (assembleia legislativa).





Ela ressaltou que o coeficiente de contágio na capital russa é de 0,85, que os hospitais têm o número necessário de leitos gratuitos e 384 testes foram realizados para cada 100 mil habitantes, cinco vezes mais do que os critérios estabelecidos por autoridades sanitárias do país.


Em Moscou, segue o regime de confinamento implementado em 30 de março, que inclui um sistema de passes eletrônicos para circular pela cidade.



Números oficiais



De acordo com os dados divulgados hoje, Moscou registrou 2.140 novas infecções e 73 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, enquanto os pacientes que receberam alta foram 5.839.


Desde o início da epidemia na Rússia, Moscou permanece sendo o principal foco de infecção no país, com 171.443 casos diagnosticados e 2.183 mortes.


A Rússia, que ocupa o terceiro lugar depois dos Estados Unidos e do Brasil em número de infecções registradas, já acumula 370.680 casos confirmados e 3.968 mortes por Covid-19 (8.338 e 161, respectivamente, entre ontem e hoje).



Read more

A lire aussi

Laisser un commentaire