Mongólia fecha fronteira com Rússia para evitar surto de peste bubônica – Notícias


Dois irmãos foram diagnosticados com a doença após comerem carne de marmota; governo fechou a fronteira na província mongol de Khovd


A Mongólia fechou sua fronteira com a Rússia, depois que dois homens, de 27 e 17 anos, foram diagnosticados do peste bubônica, após comerem carne de marmota. A província de Khovd, no oeste do país, foi fechada pelo governo pelas próximas duas semanas. Ninguém pode entrar ou sair sem autorização.


Na região, 146 pessoas que tiveram contato com os dois irmãos contaminados foram colocadas em isolamento e testadas para descobrir se também pegaram a doença, assim como outras 507 que tiveram contato indireto. As informações foram divulgadas pelo Centro Nacional de Controle de Zoonoses (NCZD) da Mongólia.


Doença mortal


De origem bacteriana, a doença é altamente infecciosa e pode matar adultos em até 24 horas, se não for tratada a tempo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Também conhecida como Peste Negra, ela matou dezenas de milhões na Europa durante uma epidemia na Idade Média.


Pansoch Buyainbat, 27, e seu irmão de 17, que não teve a identidade divulgada, estão sendo tratados em hospitais separados. Em 2019, um casal morreu na região de peste bubônica após consumir carne de marmota.



Read more

A lire aussi

Laisser un commentaire