Domino’s Pizza amplia rede em Porto Alegre


A Domino’s Pizza, uma das maiores redes de entrega de pizzas do mundo, inaugurou na última semana a sua mais nova unidade em Porto Alegre. Localizado no bairro Cidade Baixa, na avenida Venâncio Aires, número 84, o restaurante agora é o quarto estabelecimento da rede presente na Capital e opera, no momento, apenas com serviços de tele entrega e retirada em loja, devido às restrições determinadas pela política de distanciamento controlado. As unidades são as únicas da marca no Estado.

O novo investimento faz parte de um plano de longo prazo da empresa para o Rio Grande do Sul. Segundo o diretor de expansão da Domino’s Brasil, Gean Silva, a ideia do grupo é continuar crescendo em Porto Alegre e também expandir sua rede para outros municípios, como Canoas. Em razão da crise do novo coronavírus, este processo de expansão desacelerou, mas, ainda assim, novas unidades devem se estabelecer em cidades vizinhas em breve.

De acordo com Silva, o Rio Grande do Sul está entre os cinco maiores estados de interesse da Domino’s. Isso se deve à boa recepção do público gaúcho à marca, o que ele acredita estar relacionado à qualidade do seu atendimento frente a um cliente exigente. Diferente de outros lugares em que está presente, aqui houve um grande crescimento nas vendas por delivery, e, percebendo os resultados favoráveis de sua atuação, a empresa decidiu não recuar na inauguração da nova loja na Capital, concluindo-a em meio à crise.

A demanda maior se refletiu também na forte alta dos downloads do aplicativo da Domino’s Pizza em Porto Alegre. Conforme Silva, embora o delivery normalmente não seja a preferência dos gaúchos para o consumo de pizzas da marca, a impossibilidade de ir aos restaurantes gerou uma migração bem sucedida para os pedidos online, que são o grande negócio da empresa. A Domino’s está presente em serviços como iFood e Rappi, mas tem como forte o seu aplicativo próprio.

« As pizzarias vendem bastante em balcão em Porto Alegre. É um hábito local. As pessoas gostam de comer a pizza e tomar um chopp junto », diz, referindo-se às vendas no estabelecimento. « Com esta situação agora, tendeu bastante pro delivery ». No Rio de Janeiro, por exemplo, as lojas são projetadas só para entregas, sem um salão para receber os clientes. Já no Rio Grande do Sul, elas são mistas, com atendimento presencial e delivery. « Se, futuramente, o hábito do gaúcho mudar e ele não quiser mais comer nas pizzarias, só em casa, talvez nós abramos lojas sem um salão, mas por enquanto queremos investir no conforto do salão ».








Source link

A lire aussi

Laisser un commentaire