Ataques em Viena deixam ao menos 3 mortos e vários feridos – Notícias



Ao menos três pessoas morreram e várias outras ficaram feridas em uma série de ataques terroristas cometidos por homens armados em seis locais no centro de Viena nesta segunda-feira (2), entre eles a rua onde fica a maior sinagoga da cidade.


De acordo com o Ministério do Interior da Áustria, os terroristas mataram dois civis e feriram um número ainda indeterminado de outros, além de um policial, e algumas das vítimas estão em estado grave.


Leia mais: Polícia de Viena faz megaoperação após tiros perto de sinagoga


A pasta também confirmou que um dos terroristas foi morto a tiros por agentes, e que ao menos um dos comparsas conseguiu escapar.


A polícia ainda não revelou se o terrorista abatido usava um colete de explosivos, como a imprensa local chegou a especular, segundo o prefeito de Viena, Michael Ludwig.


A sinagoga em cujas proximidades aconteceu parte dos ataques estava fechada no momento dos tiros. Em 1981, o templo foi alvo de um atentado que deixou dois mortos.


O chanceler do país, Sebastian Kurz, se referiu ao caso como « desprezíveis atentados terroristas ».


O ministro do Interior, Karl Nehammer, alertou a população da cidade chamando os agressores de « fortemente armados e perigosos ».


“Reunimos várias unidades de forças especiais que agora procuram os supostos terroristas. Portanto, não estou limitando a uma área de Viena porque esses são perpetradores móveis ”, disse Nehammer à emissora ORF, instando o público a ficar em casa até que o sinal de permissão seja dado.


Prédios protegidos


« Me alegra que nossos policiais já eliminaram um dos autores. Nunca nos deixaremos intimidar pelo terrorismo e lutaremos contra esses ataques com todos os meios », declarou o político conservador.


O governo da Áustria anunciou que preparou um forte esquema de segurança com o apoio do Exército para proteger edifícios públicos.


Por sua vez, o porta-voz do serviço de emergências de Viena, Daniel Melcher, disse que ainda não é possível especificar números sobre a tragédia.


« Não podemos estabelecer um número, ainda estamos tentando ter uma visão geral », disse o porta-voz à agência de notícias austríaca « APA ».


Fontes de hospitais de Viena citadas pela rede de televisão pública do país disseram que ao menos 15 pessoas ficaram feridas, sendo que sete estão em estado grave.



Read more

A lire aussi

Laisser un commentaire